Entenda como funciona o Ultralips: o lifting labial das celebridades

Entenda como funciona o Ultralips: o lifting labial das celebridades

Técnica pode ser uma alternativa menos invasiva para quem deseja realçar os lábios

Antes da internet se apoderar da tendência do lifting labial, o termo era usado para se referir ao procedimento de cirurgia estética que encurtava a distância entre o lábio superior e o nariz. No entanto, ao procurar por ‘lifting labial’, os mais diversos vídeos virais sobre o assunto aparecem nas redes tendo o chamado ‘Ultralips’ como protagonista para aumentar os lábios, sendo apresentado como uma alternativa aos preenchimentos dérmicos e até cirurgias.

Mas qual é o grande diferencial do lifting com Ultralips? “Antigamente era necessário recorrer a cirurgia para conseguir o efeito, porém, com o avanço da nova tecnologia que utiliza uma ponteira de ultrassom microfocado extremamente delicada, é possível potencializar e estimular a produção de colágeno da região, melhorando as linhas ao redor dos lábios e conquistando o efeito lifting rapidamente”, explica a dermatologista Mayla Carbone, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Segundo a especialista, ao estimular o colágeno do lábio superior perto do arco do cupido, ao redor das bordas da boca e perto dos cantos, mesmos locais utilizados nos preenchimentos dérmicos que usam ácido hialurônico para “preencher” os lábios, adicionar volume, corrigir qualquer assimetria indesejada e dar definição ao contorno, o resultado é similar e muito menos invasivo.

“O procedimento Ultralips tende a ser um pouco menos invasivo do que os preenchimentos dérmicos, pois o último geralmente requer uma cânula inserida sob e ao longo da linha dos lábios. Além disso, essa nova tecnologia é mais acessível do que os preenchimentos e um tratamento rápido que leva minutos, e o melhor, é praticamente indolor, mas é imprescindível que seja feito por um profissional habilitado e capacitado”, finaliza Carbone.

Sobre a especialista:

Dermatologista Mayla Carbone é graduada em Medicina pela Universidade Lusíadas (UNILUS – Santos) há mais de 10 anos com residência em Clínica Médica na Santa Casa em São Paulo e em Dermatologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA-SP). É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e também da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). Já participou de diversos congressos e realizou diversos cursos nacionais e internacionais voltados para especialização.

 

Comentários Facebook

Compartilhe esta postagem